sábado, 11 de março de 2017

Dica de aula para ensino fundamental através de música

Muitas vezes queremos dar nossa aula porque faz parte do conteúdo ou simplesmente porque vai nos agradar e fazer bem, e esquecemos do sujeito principal que queremos e precisamos alcançar: nosso aluno.
Precisamos ter em mente que nossa classe é composta por várias vidas e cada uma em particular possui sua cultura, sua história. Haverá crianças que direta ou indiretamente têm um envolvimento com a vida rural e que muito poderão contribuir com os colegas e o (a) professor (a), além de este assunto deixar a criança do campo mais confortável e feliz.

Vamos usar uma música que retrata a vida do homem no campo.


Recanto Feliz


Eu nasci num recanto feliz
Bem distante da povoação
Foi ali que eu vivi muitos anos
Com papai mamãe e os irmãos
Nossa casa era uma casa grande
Na encosta de um espigão
Um cercado pra apartar bezerro
E ao lado um grande mangueirão
No quintal tinha um forno de lenha
E um pomar onde as aves cantava
Um coberto pra guardar o pilão
E as traias que papai usava
De manhã eu ia no paiol
Um espiga de milho eu pegava
Debulhava e jogava no chão
Num instante as galinhas juntava
Nosso carro de boi conservado
Quatro juntas de bois de primeira
Quatro cangas, dezesseis cansis
Encostados no pé da figueira
Todo sábado eu ia na vila
Fazer compras para semana inteira
O papai ia gritando com os bois
Eu na frente ia abrindo as porteiras.
Nosso sítio que era pequeno
Pelas grandes fazendas cercado
Precisamos vender a propriedade
Para um grande criador de gado
E partimos pra a cidade grande
A saudade partiu ao meu lado
A lavoura virou colonião
E acabou-se meu reino encantado
Hoje ali só existem três coisas
Que o tempo ainda não deu fim
A tapera velha desabada
E a figueira acenando pra mim
E por último marcou saudade
De um tempo bom que já se foi
Esquecido em baixo da figueira
Nosso velho carro de boi.
  

Comentando a música:

A vida do homem do campo é dura com vários afazeres todos os dias.
Realmente a rotina é pesada.
O homem do campo precisa dormir cedo, não só pelo cansaço, mas porque no outro dia precisa acordar também cedo, de madrugada, para iniciar todo o trabalho novamente: tirar leite das vacas, roçar o mato, cuidar dos outros animais, plantar, colher...
E o que dizer do homem do campo antigamente? Trabalhava de sol a sol, casas   com paredes de barro e pedra, onde o chão era de terra batida...
Apesar de ser uma vida com suas certas dificuldades, vemos neste texto o personagem (o caipira, homem do campo), enfatizar a decepção por ter saído da roça. Aqui está bem claro a saudade do lugar de onde saiu, as lembranças do tempo de criança e do ambiente tão natural. E, principalmente a frustração de precisar vender este pedaço de terra tão amado e valorizado.
Podemos ver aqui, um homem saudosista, mas muito grato pela vida que teve como homem do campo.
                                       
Objetivos da Aula

  1)    estimular no aluno a curiosidade pela vida da zona rural;
  2)    fazê-los perceber o quanto poderão acrescentar em suas vidas com a informações e aprendizagens obtidas;
  3)    instigá-los a refletir em perguntas como: o que é caipira? É falar realmente errado? É não saber nada?...
  4)    interpretação e produção textual
  
  5)    lançar situações como se colocarem por exemplo, no lugar do aluninho que mora no campo e chega tímido na sala, ou quando fica triste se alguém ri de sua forma simples de falar...


Aplicação

  1)    dar a letra aos alunos para que acompanhem durante a canção;
  2)    usar o dicionário para trabalhar as palavras do homem do campo que aparecem na música.
  3)    a parte da interpretação poderá ser feita oralmente, através das perguntinhas sugeridas nos objetivos; nesse momento pode-se fazer um debate, trocar experiências, compartilhar opiniões;
  4)    em seguida ler “Comentando o texto” e observação que fiz , podendo os alunos acrescentarem algo mais;
  5)    pedir para que produzam um texto (uma poesia ou mesmo uma música com a mesma melodia de Recanto Feliz), onde os alunos escreverão uma situação contrária a que vive o personagem do texto: o aluno será uma pessoa que sairá da cidade para morar no campo. Como será a reação dele? O que contará de sua vida quando morava na cidade? Será que agora ele se sente mais feliz?
É bem certo que surgirão produções com reações diferentes. E isso é que tornará o resultado bem interessante.

Sugestões aos colegas:

  1)    trabalhe esta aula a partir do 3º ano;
  2)    explore-a também nas disciplinas de História e Geografia;
  3)    Se quiserem mais um complemento, tem esta música que poderá também apresentar à sala: “Caipira”- Chitãozinho e Chororó


Então vamos lá? Boa aula !